47  3531 9000

Conheça a história e a evolução das caldeiras a vapor

16/09/2021

Conheça a história e a evolução das caldeiras a vapor

Há mais de 1.800 anos, um estudioso chamado Heron de Alexandria, construiu uma espécie de turbina a vapor, chamada “eolípila”, que veio a ser conhecida como a primeira máquina a vapor do mundo

Muitas indústrias da atualidade não existiriam ou enfrentariam muitas dificuldades sem a presença das caldeiras a vapor. Através delas há a geração de energia, indispensável para diversos setores e processos. Mas, você sabe como surgiram as caldeiras?

Há mais de 1.800 anos, já no primeiro século da era cristã, um estudioso chamado Heron de Alexandria, construiu uma espécie de turbina a vapor, chamada “eolípila”, que veio a ser conhecida como a primeira máquina a vapor do mundo.

A tecnologia da época, enchia uma esfera de metal com água, que produzia vapor, se expandia e fazia a esfera girar quando saía através de dois bicos. Apesar de ser um invento engenhoso, ninguém naquele momento soube utilizá-lo para algum proveito.

Primeiras máquinas a vapor

A partir de diversas pesquisas bibliográficas nos mais diferentes sites, podemos afirmar que a primeira verdadeira máquina térmica é legado do físico francês Denis Papin, que inventou um aparelho semelhante à panela de pressão e, para evitar que explodisse, concebeu a primeira válvula de segurança conhecida. Isso aconteceu por volta de 1.690.

Posteriormente, os inventores ingleses Thomas Newcomen e Thomas Savery aperfeiçoaram as máquinas a vapor, trazendo a utilização efetiva dessa tecnologia. A invenção de Thomas Savery foi patenteada em 1698 e aperfeiçoada em 1712 por Thomas Newcomen e John Calley. Nessa máquina o vapor gerado na caldeira era enviado para um cilindro localizado em cima da caldeira. Após, um pistão era puxado para cima por um contrapeso e quando ele ficava cheio de vapor, injetava-se água condensando o vapor e reduzindo a pressão, fazendo o ar movimentar o pistão para baixo.

Com o passar do tempo, outras pessoas conseguiram aperfeiçoar essas máquinas, sendo que uma das mais eficientes, foi projetada por James Watt, revolucionando a atividade industrial. Aperfeiçoando o motor de Newcomen, o engenheiro James Watt em maio de 1765, ao inventou o condensador, para resfriar o vapor d´água. Em 1769, criou o motor a vapor baseado em carvão. A invenção foi decisiva para a construção das primeiras locomotivas e marcou uma fronteira na história das máquinas, fomentando a criação de máquinas especializadas na mineração, na indústria e nos transportes.

Em 1782, James Watt projetou e patenteou a máquina rotativa de ação dupla, onde o vapor era introduzido de ambos os lados do pistão, produzindo um movimento para cima e para baixo, permitindo que essa máquina pudesse ser usada para impulsionar mecanismos, girar rodas de carroças ou pás para movimentar navios em rios.

Foi James Watt que fixou o cavalo-vapor como unidade de medida para determinar a potência de uma máquina.

Em 1804, o engenheiro Richard Trevithick, fez uma locomotiva de um só cilindro com êmbolo e caldeira que carregava barras de ferro das minas de carvão.

O motor a vapor foi utilizado nos automóveis no fim do século XIX e início do século XX. O motor de maior sucesso foi fabricado por um americano chamado Stanley, com uso até 1945.

Vantagens das máquinas a vapor

A máquina a vapor foi o primeiro equipamento capaz de aproveitar de forma eficiente, a energia acumulada nos combustíveis para gerar movimento. Ela foi considerada revolução, por não depender de outras forças ou condições climáticas, como moinhos de vento para gerar energia de trabalho.

Foi a máquina a vapor que revolucionou o sistema de transporte e tantas outras tecnologias utilizadas até os dias atuais.

Evolução das caldeiras a vapor

Hoje, as caldeiras (máquinas) a vapor, são responsáveis por levar energia em todos os cantos do mundo. Com tecnologias de ponta, engenheiros cada vez mais capacitados e materiais de alta qualidade, abriu-se um leque de oportunidades para expansão e utilidade das caldeiras.

A H Bremer, por exemplo, está há 75 anos trabalhando junto nessa evolução. A cada ano, novos investimentos em tecnologia, proporcionam inovação, qualidade e eficiência na geração de energia através do vapor.

Com o avanço de novas técnicas, hoje é possível utilizar uma gama muito maior de combustíveis, como a biomassa por exemplo, promovendo a sustentabilidade do planeta.

Ao longo dos anos os produtos H Bremer marcam presença no desenvolvimento de empresas nacionais e estrangeiras, com equipamentos de alto padrão tecnológico de concepção própria e licenciados por renomados fabricantes europeus. Hoje as caldeiras H Bremer podem ser utilizadas nos mais diversos setores industriais, e promovem qualidade na geração de energia, alta durabilidade, economia de combustível e baixa manutenção.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

PAPEL TIMBRADO. A história do vapor. Disponível em: https://fluidcontrols.com.br/wp-content/uploads/2019/05/1-Artigo-Hist%C3%B3ria-do-Vapor.pdf.

INSTITUTO DE FÍSICA. Máquina a vapor. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/~leila/vapor.htm

Valadares, E. C. Física mais que divertida. Belo Horizonte: UFMG, 2000.

Imagens Relacionadas

Tags

Carregando